Evento acontecerá em São José dos Campos de 31 de março a 03 de abril.

 

O programa Baja SAE BRASIL é um desafio lançado aos estudantes de Engenharia que oferece a oportunidade de aplicar os conhecimentos adquiridos em sala de aula, visando incrementar sua preparação para o mercado de trabalho. Ao participar, o aluno envolve-se com um caso real de desenvolvimento de um veículo off road, desde sua concepção, projeto detalhado, construção até os testes. E o mais estimulante é que as equipes vencedoras são convidadas a participar da competição internacional, nos Estados Unidos! 😉

São 4 dias de prova destinados à avaliação de desenvolvimento e desempenho do carro. O BLOG da Mauá conversou com o capitão da equipe Baja Mauá e aluno da 4.ª série do período diurno de Engenharia Mecânica, Victor Correa Alves. 😉

“No primeiro dia de competição, fatores de segurança do carro são analisados: se o motor está de acordo com as normas, se o veículo é seguro para o piloto e demais participantes etc. Nessa etapa há o risco de a equipe ser reprovada para as demais provas, portanto é importante tomar todos os cuidados necessários.

A partir do segundo dia, serão realizadas as provas que valerão pontos. A prova de apresentação, na qual os membros das equipes devem apresentar os projetos de seus carros aos jurados, consiste em 18% da pontuação final. Vencer a competição não depende somente do veículo, mas do projeto todo, incluindo sua proposta comercial. Nesse dia haverá também outras avaliações mais básicas, como conforto e frenagem.

No terceiro dia haverá provas dinâmicas, que equivalem a 25% da nota final, nas quais se avaliarão vários pontos do carro: velocidade, tração, aceleração, suspensão, entre outros.

No quarto e último dia acontece o enduro: são 4 horas de corrida que somarão 40% da nota final.

Como nos últimos anos, a Mauá será representada por dois veículos. Ambos protótipos totalmente novos, ‘batizados’ de acordo com o desenho de suas estruturas: a equipe 1 traz um desenho na parte traseira do carro, propício a um tipo de suspensão, e foi batizado de MLR (nome dado devido à suspensão multilink); já a equipe 2 conta com o STR (suspensão semi trailing).

Neste ano a equipe é quase totalmente formada por novos membros, portanto os dois veículos precisaram ser desenvolvidos praticamente do zero. Eu (Victor) desenvolvi o conceito, foquei no projeto e treinei a equipe para desenvolver os carros. Atualmente, somos 33 pessoas cadastradas no Baja Mauá (aproximadamente 10 trabalhando mais ativamente nos projetos).

Os alunos das primeiras séries possivelmente têm medo de ingressar no time por não possuírem uma base teórica para desenvolver o carro em um ano. Estou desenvolvendo um projeto que tem o objetivo de ministrar aulas de Baja para a galera interessada em fazer parte da equipe. Nós queremos dar oportunidade às pessoas sem experiência que possuem vontade de aprender.”

A equipe está cheia de novidades e evoluiu muito na parte de análise dos sistemas: “Tentamos trabalhar com o controle máximo das coisas, ou seja, tudo foi simulado e calculado para elevar o nível do projeto. Esperamos bons resultados na competição!”

 

A equipe dedicou-se muito e certamente colherá bons frutos. A Mauá está na torcida!  #vaivalerapena

 

Acompanhe o Facebook do Baja Mauá e confira as curiosidades semanais sobre os carros e a competição!

 

Avante Baja Mauá! 😀

 

#BajaMaua #BajaSAEBrasil #offroad #vaiMaua #Mauanatorcida #orgulhodeserMaua

Nenhum comentário para “Mauá prepara-se para o Baja SAE Brasil 2016”

Quer exibir sua foto? É fácil, basta cadastrar no site Gravatar o e-mail utilizado para fazer os comentários.

Deixe um comentário