Não é novidade que, neste ano, a Mauá criou a disciplina PAE101 – Projetos e Atividades Especiais, com o objetivo de inserir projetos, atividades práticas e oficinas no currículo dos cursos de Engenharia, valendo horas de atividades complementares.

Mas, para os alunos da 1.ª série, a rotina de estudos é repleta de experiências novas, que contribuem para  sua evolução profissional e pessoal. Muitos optaram por participar de uma atividade prática semestral (40 horas) denominada “PRO706 – Produção de Frutas Chips”, na qual os estudantes têm a oportunidade de produzir frutas desidratadas de forma eficiente e segura. As equipes recebem metas, desafios e tarefas, para serem cumpridos com eficiência e excelência.

O objetivo principal dessa atividade é transmitir alguns conhecimentos sobre secagem, uma operação unitária fundamental na produção de frutas desidratadas e muito utilizada na indústria alimentícia. Os alunos recebem instruções e aprendem sobre conceitos do ramo da Engenharia de Alimentos, além de Administração e Design.

As etapas dessa atividade são:

  • pesquisa de mercado;

  • processamento em escala-piloto;

  • análise crítica dos resultados;

    

  • visita técnica e a uma indústria alimentícia;

  • apresentação do produto.

 

Assista ao vídeo de alguns alunos participantes dessa atividade!

O grupo que mostraremos a seguir optou por algo diferenciado: mandioquinhas chips. Eles colocaram a mão na massa e mostraram que estão preparados para quaisquer desafios! 😉

Alunos: Rafael Ribeiro Nogueira, Fabiana Letícia Camargo Mendes, Aline Oliveira dos Santos, Bruna Liborio Tonon e Gabriella Pereira de Moraes.

 

Gostou? Então, se você estiver na 1.ª série de Engenharia, procure o seu tutor e garanta a sua vaga no próximo semestre!

 

A Mauá zela pela formação de especialistas e profissionais renomados, que ajudam a transformar e melhorar a vida da sociedade. Faça parte dessa história. Visite-nos e conheça a infraestrutura, professores e oportunidades que a Mauá oferece!

 

#PAE101 #PRO706 #projetospraticos #Engenharianapratica #vaiMaua #orgulhodeserMaua

De 5 a 7 de junho de 2015, das 10h às 20h, a Mauá sediará  a 11.ª edição do Winter Challenge, um dos maiores eventos de robótica da América Latina!

Mais uma vez, diversas equipes participarão do desafio, compostas por alunos do ensino médio, ensino técnico e graduação. O Kimauánisso Robotics Team, time de robótica da Mauá,  consagrado campeão do RoboGames 2015, olimpíada robótica que aconteceu nos Estados Unidos em abril, e também do URC Submarino, na Campus Party 2015, representará o nosso Centro Universitário. A equipe existe desde 2004 e conquistou muitos prêmios em competições da área. 😀

Equipe Kimauánisso no Winter Challenge 2014.

Confira abaixo todas as modalidades do Winter Challenge.

  • Combate de Robôs – preferida do público, é dividida em categorias: Beetleweight, Hobbyweight, Featherweight, Lightweight e Middleweight, com robôs radiocontrolados com  até 55 kg. Em rounds de três minutos, dois robôs disputam numa arena especialmente projetada, com uma dinâmica similar ao popular UFC. Vence quem resiste mais;
  • Sumô de robôs –  há três grupos distintos: robôs radiocontrolados com até 3 kg, robôs autônomos com até 3 kg e robôs autônomos montados com Lego®  com até 1 kg. Todos devem ser capazes de identificar o oponente e empurrá-lo para fora da arena;
  • Seguidor de Linha –  os competidores devem seguir um trajeto identificado no chão, de forma autônoma. Vence quem conseguir completar o percurso no menor tempo;
  • Hockey – o time é composto por três robôs autocontrolados. Vence a equipe que conseguir fazer mais gols durante o tempo estabelecido;
  • Trekking – um robô autônomo deve ser capaz de encontrar marcosn um campo aberto totalmente desconhecido, no menor tempo possível;
  • Desafio Inteligente – voltado exclusivamente para participantes com até 18 anos, consiste na capacidade e rapidez de um robô autônomo em conseguir levar as bolas da área de carga até as respectivas cores na área de descarga.

 

Participe e traga a sua família. A   entrada é gratuita! 😀

 

Winter Challenge – 11.ª edição

De 05 a 07 de junho, no Ginásio de Esportes do Instituto Mauá de Tecnologia – IMT (Praça Mauá, 1 – São Caetano do Sul)

Para mais informações, clique aqui.

 

#WinterChallenge #kimauanisso #vaiMaua #orgulhodeserMaua

 

Os jovens são o futuro do mundo.” Papa João Paulo II

Os jovens são protagonistas da mudança.” Papa Francisco

Iniciamos o texto de hoje com essas frases que, apesar de curtas, trazem um recado extremamente importante. Diante do atual cenário econômico e social, a desigualdade e a restrição aos recursos básicos tornam-se evidentes, atingindo grande parte da população. Com isso, surge a necessidade do desenvolvimento de ações que forneçam as condições necessárias e transmitam valores à sociedade.

Pensando nisso, jovens universitários cada vez mais se associam a projetos sociais que buscam melhorar esse quadro e na Mauá não é diferente: mais do que formar profissionais renomados, o Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia forma cidadãos que também podem transformar o mundo por meio de atitudes. Mesmo pequenas, elas são capazes de mudar a vida das pessoas e da sociedade em que vivem.

Recentemente, Mauá abriu suas portas para a ONG Sonhar Acordado, em que vários alunos são voluntários. O campus de São Caetano do Sul transformou-se num grande parque de diversões, repleto de lazer, diversão e aprendizados.

A ONG Sonhar Acordado é uma organização internacional, sem fins lucrativos, que atua junto a instituições, orfanatos, casas de apoio e hospitais, buscando transformar a vida de crianças carentes por meio de uma relação de amizade com o jovem voluntário (também conhecido como “agente de transformação da sociedade”). Tem como objetivo formar cidadãos e transmitir valores, com atividades culturais, esportivas e recreativas.

No último domingo,  17 de maio, a Mauá recebeu mais de 1.200 crianças para participarem do “Dia de Sonho 2015 – O que você quer ser quando crescer?”, com atrações como o “Mural da Fama”, local em que colocavam os seus desenhos em exposição; “Laboratório dos Sonhos”, no qual fizeram experimentos científicos; “Cidade da Engenharia” etc. Foi um dia de muita alegria e emoção, quando os jovens voluntários entraram no mundo dessas crianças e ensinaram-lhes  valores que levarão consigo por toda a vida.

A Mauá conversou com Remo Brancallião Netto, aluno da 5.ª série de Engenharia Civil e diretor geral da filial de São Paulo da ONG Sonhar Acordado. Confira abaixo o nosso bate-papo.

Mauá: O que motivou você a fazer parte de ações sociais como essa?

Remo: Ver a alegria das crianças ao receber o amor que os voluntários dão a elas.

Mauá: Como conheceu a ONG Sonhar Acordado?

Remo: Conheci a ONG Sonhar Acordado na Mauá, num treinamento para o Dia de Sonho de 2010 (a Mauá sempre nos auxiliou com treinamentos e divulgação).

A ONG foi criada no México em 1998 e veio para o Brasil em 2001. Em São Paulo, o Sonhar Acordado trabalha desde 2004 atendendo crianças carentes, crianças com doenças crônico-degenerativas e adolescentes.

Todas as ONGs têm como objetivo preencher uma lacuna – ou várias – que a sociedade apresenta: umas cuidam de animais abandonados, outras de velhinhos, entre  várias outras.  A ONG Sonhar Acordado preenche a lacuna dos valores humanos na sociedade. Em nossas ações, buscamos levar valores como Generosidade, Respeito, Caridade, Responsabilidade etc. Acreditamos que, a partir do exemplo de vivência desses valores com os voluntários, possamos transformar a vida deles próprios e de crianças e adolescentes.

Possuímos 3 projetos contínuos, dos quais os voluntários se comprometem a participar num sábado por mês, durante um semestre. Os projetos são:

 – Amigos para Sempre (crianças carentes);

– Sonhando Juntos (crianças com doenças crônicodegenerativas);

 – Preparando para o Futuro (adolescentes).

Além desses projetos contínuos, temos duas ações pontuais durante o ano. No primeiro semestre, temos o Dia de Sonho e, no segundo, a Festa de Natal. Essas ações pontuais têm como objetivo levar um dia de alegria e amor para um número grande de crianças, quando passarão o dia com um “tio”, trocando experiências e criando um vínculo de amizade.

Mauá: É fácil participar desse tipo de projeto?

Remo: É muito simples. Para essas ações pontuais, como o Dia de Sonho, o voluntário (de 15 a 35 anos) inscreve-se no site, participa de um treinamento e já estará habilitado a colaborar.

Para os projetos contínuos, o voluntário inscreve-se e participa de um evento, em que explicamos cada projeto. Depois, ele escolhe em qual deles quer atuar (as vagas são muito limitadas).

Mauá: O que essas atividades representam na sua vida?

Remo: Todas são diferentes e trazem muito aprendizado à minha vida e à vida dos outros coordenadores. Para ser exemplo às crianças, precisamos viver o dia a dia com os mesmos valores com que trabalhamos. Essas atividades geram mudanças em mim e me permitem trabalhar os meus próprios valores.

Mauá: Por que acha que ações como essas valem a pena? O que espera disso?

Remo: Vale a pena porque muitas crianças não costumam receber em suas casas  o carinho com que os voluntários as tratam.  . Nós as valorizamos. 

Vale a pena também porque é importante para a sociedade ter jovens que buscam a transformação do mundo onde eles vivem.

Espero um dia saber que o Sonhar transformou muitas vidas e que conseguimos mudar o mundo de uma pessoa ao menos.

Mauá: O que achou do evento “Dia de Sonho 2015”, realizado aqui?

Remo: O evento foi incrível! É difícil até encontrar palavras para descrever os momentos por  que passamos.

Como fizemos pela primeira vez na Mauá, foi algo muito novo e gerou muita preocupação para que tudo desse certo. E deu!

Eu estava na organização da saída dos ônibus e pude ver  no rosto de cada criança a sua reação sobre o que vivenciaram durante a festa. Também recebemos vários feedbacks dos voluntários, dizendo que foi tudo incrível e que querem participar de outros eventos.

A Mauá colaborou em muitos pontos, principalmente cedendo o espaço para a festa acontecer, pois foi ótimo para fazermos toda a parte de alimentação, brincadeiras e logística dos ônibus. Além disso, a Mauá ajudou com os seguranças, que foram muito atenciosos em todos os momentos; também nos auxiliou na divulgação aos alunos, forneceu espaço para treinamentos, entre muitas outras coisas de que precisávamos. A Patrícia Brito,  responsável pela organização de eventos do departamento de Marketing, a Prof.ª Edilene e os seguranças fizeram de tudo para nos apoiar. 

Eis alguns alunos participantes desse projeto: Fabio Brunetti Frontini, 2.ª série de Engenharia Mecânica; Mariane Tonon Lorenzetti, 4.ª série de Engenharia Química; Thiago Guimarães de Oliveira Santoro, 4.ª série de Engenharia de Produção; Isabella Randazzo Pardo, 3.ª série de Engenharia de Alimentos; Luis Felipe de Campos Silva, 4.ª série de Engenharia Química; Danielle Sanchez de Oliveira, 2.ª série de Engenharia de Alimentos; Carlos Eduardo Moura de Faria, 2.ª série de Engenharia de Produção.

 

Confira aqui todas as fotos do Dia de Sonho 2015!

 

Conheça outros projetos e ações sociais desenvolvidos pelas equipes Enactus Mauá e Mauá Jr.!

 

Aluno, se você quiser fazer parte de algum desses times, converse com o seu tutor!

 

Parabéns a todos! Vocês são o #orgulhodaMaua e mostram que podem transformar o mundo!

#AcoesSociais #Sonhar_Acordado #EnactusMaua #MauaJr #vaiMaua #orgulhodeserMaua

Já imaginou como estará o mundo daqui a alguns anos? Quais serão as necessidades da população e como a tecnologia terá evoluído? Para esse tema, criatividade não tem limites – e os alunos do curso de Design da Mauá mostraram estar mais do que preparados e cheios de ideias inovadoras para o futuro.

Desde 2009, a Mauá conta com um projeto em parceria com a GM, o Design Contest, que desafia os estudantes a criarem e desenvolverem produtos exclusivos, com o objetivo de avaliar o seu desempenho pessoal e em grupo, além de encontrar sugestões e ideias que podem transformar o mundo.

Como funciona?

Todos os anos, a General Motors propõe um desafio que posteriormente é incluso na grade curricular da 3.ª série do curso de Design, na disciplina “Oficina de Desenvolvimento de Produtos”. Durante o ano, os alunos trabalham em seus projetos e profissionais da GM   fazem visitas periódicas para acompanhar a evolução e dar um feedback sobre as propostas apresentadas.

Em 2014, o tema do Design Contest foi “Fluidez Muscular e Escultural”, dividido em duas frentes – “Produtos” e “Transportes”.  Em 27 de abril de 2015, membros da General Motors – Sandro Pereira Lima, Diretor de Operações de Design; Wagner Montes Cla Dias, Diretor de Design Criativo; Marcio Catto, Gerente de Modelagem de Design; Antonio Carlos Garcia, Supervisor de Modelagem de Design; Cesar Oliveira, Designer; Dennis Karassawa, Designer; Bruna Lopes, Planejadora de processo produtivo (Engenharia de Manufatura) – estiveram no campus da Mauá de São Caetano do Sul para uma série de apresentações  feitas pelos próprios alunos, sobre as suas criações. Além disso, houve uma exposição dos mock ups .

Nessa experiência, os alunos puderam relacionar-se com renomados profissionais do mercado, tiveram a oportunidade de mostrar o seu talento e fizeram networking. Os trabalhos foram muito elogiados e o resultado desse desafio você confere agora.

Design Contest 2014 – categoria PRODUTOS

Ano-base: 2100.

Estudos apontam que, em 2100, o mundo será menos poluído e terá uma população mais consciente sobre as questões ambientais. A tecnologia, por sua vez, estará bem avançada e fará com que as pessoas se distanciem.

Os produtos a seguir visam resgatar o relacionamento humano e propor soluções que facilitem o dia a dia.

 

1)      Linha CHEVROLET EARTH

. Marine: filtro criado para eliminar as impurezas das águas e remover todos os dejetos e detritos, diminuindo o impacto da poluição gerada pelos seres humanos.

 

. Poline: as futuras gerações lidarão com as consequências da poluição. Uma delas será a falta de insetos que polinizam as flores e árvores.

O robô “Poline” fará esse trabalho e multiplicará as espécies de plantas restantes no planeta.

. Inex: robô exterminador que controlará as pragas nas regiões urbanas.

. Tabs: ainda pensando no impacto ambiental que as gerações atuais causam, os alunos chegaram à conclusão de que haverá uma perda significativa de árvores, animais e áreas boas para cultivo.

Por isso, criaram a “Tabs”, árvore que filtrará o ar, gerará luz (energia solar) e também proporcionará sombra e áreas de descanso, incentivando as pessoas a se relacionarem.

    

 

2)      Linha CHEVROLET LIVE

. Centro de Convívio: área integrada de lazer e tecnologia, para convívio e interação. As proporções serão parecidas com as do atual Parque Ibirapuera, em São Paulo.

    

. Union: robô pet do futuro. Será um ser sociável, que fará as pessoas interagirem. Ele poderá crescer com simples trocas de peças e também “morrerá”, pois a proposta é deixá-lo o mais próximo possível da realidade humana.

 

3)      Linha CHEVROLET HEALT

. Cura: robô que terá as funções de uma unidade de saúde móvel e será uma opção de kit de primeiros socorros do futuro. Poderá monitorar o paciente e pedir socorro quando necessário.

    

. Enhancer: um supertraje que aumentará a resistência das pessoas. Será uma espécie de segunda pele feita de tecido nanotecnológico, desenvolvida para proteger de poluentes, picadas ou mordidas de animais a pele humana, além de dar às pessoas força e velocidade.

     

. Grow: prótese de membros que se adapta ao corpo humano e cresce conforme o desenvolvimento da pessoa.

 

Design Contest 2014 – categoria TRANSPORTES

Projetos de carros futurísticos.

. Chevrolet Grup: veículo desenvolvido para 2030, com propulsão magnética.

Alunos: Gustavo Petito e Vitor Moreira.

 

. Gorilla: veículo desenvolvido para 2080. Com o avanço da tecnologia, esse carro foi pensado para resgatar os conceitos de direção.

Aluno: Victor Henrique de Almeida.

 

. Carro de resgate: feito para acessar os piores e mais afastados locais com neve. A tração do carro será feita com esteiras que simulam o nado crawl.

Aluno: Giulliano Giannini.

 

. Carro besouro: planejado para 2050, tem o formato de um besouro e é destinado ao público jovem e aventureiro.

Aluno: Stefano Marcassa

 

. Veículo desenvolvido para ser lançado entre 2020/2025. Apesar de projetado para uso urbano, trará referências de carros de corrida.

Aluno: Vitor Bedani.

 

. Core: carro para o cenário de 2050. Conceito estético remete ao corpo humano e visceral, com refências às rochas vulcânicas.

Alunos: Camila Tomazi e Giovana Campos.

 

. Veículo futurístico desenvolvido para 2100, feito para aquaplanar.

Aluno: Danilo Marcondes.

 

 

Viu só? Talento é o que não faltou nesse desafio.

Alunos, vocês estão no caminho certo, rumo ao sucesso! Parabéns a todos! \o/

Confira aqui as fotos oficiais do encontro Mauá e GM!

 

#Design #MauaeGM #inovacao #criatividade #Designdeprodutos #vaiMaua #orgulhodeserMaua