2015 está sendo marcado por um cenário econômico crítico. Muitos especialistas de mercado definem que estamos passando por um período de cautela em relação às finanças e economia do País.

Neste momento frágil, o consumidor deve pensar em sua economia pessoal e rever os seus hábitos de compra. É tempo de reeducar-se, reavaliar as despesas e entender se o consumo é indispensável ou supérfluo, a fim de reduzir ou até mesmo extinguir gastos desnecessários.

Várias reformas precisarão ser feitas para restaurar a saúde da economia brasileira. Enquanto isso ocorre, o professor Ricardo Balistiero, coordenador do curso de Administração da Mauá, aponta caminhos para tornar as suas aplicações mais rentáveis, com o objetivo de poupar reservas e obter boas margens de ganhos.

Segundo o professor, a alta de juros é tendência para 2015 e 2016, por isso o consumidor que souber poupar poderá sofrer menos impacto. Aplicações em renda fixa são ideais no período. Confira algumas opções que pagam boas taxas de juros.

Letras de crédito de Agronegócios (LCAs) é uma opção atrativa, pois recebem a isenção do IR e IOF, apresentam boa rentabilidade e baixo risco. Nesse investimento, os recursos são destinados ao fomento do agronegócio.

CDB de bancos de primeira linha é um empréstimo feito pelo correntista ao banco, podendo ser pré ou pós-fixado. O principal risco da aplicação em CDB é de o banco quebrar. Por isso, a recomendação é investir em bancos de primeira linha.

Tesouro Direto é a venda de títulos públicos a pessoas físicas. A taxa de rendimento é atrativa e as taxas de administração e de custódia são baixas. Imposto de Renda só é cobrado no momento da venda, pagamento de cupom de juros ou vencimento do título.

As rendas variáveis precisam ser avaliadas com cautela, pois ainda estão muito instáveis. Boa parte do índice da Bovespa é definido pelas ações da Petrobras que, devido aos últimos fatos, estão em desvalorização. Para quem já possui esse tipo de aplicação – principalmente investidores da Petrobras -, a recomendação é ter paciência e aguardar as medidas do atual governo para que o cenário mude (detalhe: em médio e longo prazos). Cadernetas de poupança também não são aconselháveis para o período.

Uma aplicação alternativa e também lucrativa em médio e longo prazos são os fundos de previdência privada. Existem dois modelos. Veja a seguir.

VGBL é o indicado para quem declara imposto de renda no modelo simplificado;

PGBL é destinado a quem declara o imposto de renda no modelo completo, permitindo um abatimento de 12% da renda bruta.

Para concluir, o professor Ricardo Balistiero enfatiza que enfrentaremos grandes desafios ao longo dos próximos anos e sugere que o consumidor invista o seu tempo atualizando planilhas de finanças pessoais, além de avaliar a real necessidade de cada gasto. Esses não são métodos de controles inovadores, mas certamente funcionam.

 

Saiba mais sobre o curso de Administração da Mauá

A Mauá trabalha para formar profissionais focados em Empreendedorismo, que aprendem a identificar oportunidades e a alcançar resultados, com base na metodologia PBL – Problem Based Learning.

O Administrador Mauá é um profissional preparado para atuar, sempre como líder, nos mais diversos mercados de trabalho: em instituições financeiras, em empresas de serviços, de consultoria, no comércio varejista ou atacadista e em indústrias em geral, como nos segmentos automobilístico, eletroeletrônico e alimentício, entre outros.

Os alunos desenvolvem, ao longo do curso, capacitação e treinamento para a tomada de decisões e para a resolução de problemas de gestão empresarial. Esse programa, pela qualidade do ensino e pela proposta profissional do curso, diferencia o Administrador Mauá que, já ao término da Graduação, está preparado para o mercado de trabalho.

Nenhum comentário para “Como lucrar no período de crise econômica”

Quer exibir sua foto? É fácil, basta cadastrar no site Gravatar o e-mail utilizado para fazer os comentários.

Deixe um comentário