Quando em 1906, Santos Dumont voou pela primeira vez a bordo do primeiro avião impulsionado por um motor a gasolina, o “Oiseau de Proie”, iniciou-se uma paixão no mundo: a aviação. Desde então, apaixonados do mundo inteiro estudam, trabalham, divertem-se e divulgam essa atividade.

Entre os futuros engenheiros, essa paixão não é novidade e na Mauá ela começou a ser praticada em 2000, um ano após o primeiro SAE Brasil AeroDesign, organizado pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade, que realiza competições de Engenharia desde 1986 nos Estados Unidos, trazendo edições para o Brasil em 1999.

A primeira equipe de AeroDesign da Mauá foi organizada pelo Engenheiro Mestre em Mecânica e Professor do Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia, Joseph Saab, que atualmente também orienta a atividade.

A equipe

Essa atividade extracurricular é desenvolvida por alunos de Engenharia com o objetivo de participar da competição SAE Brasil AeroDesign, nas categorias “Classe Regular” e “Classe Micro”.

A equipe da Mauá, que atualmente conta com 15 alunos, organiza-se em seis frentes de trabalho: aerodinâmica, estabilidade e controle, desempenho, cargas e estruturas, projeto elétrico e plantas. Cada grupo é responsável pelas pesquisas e desenvolvimento de uma parte do projeto final do modelo da aeronave rádio controlada que competirá no evento.

Como todo ano a competição divulga um regulamento diferente do anterior, a equipe desenvolve um projeto novo a cada início de ano e o planejamento divide-se em duas fases. Durante, aproximadamente, os primeiros seis meses eles desenvolvem as pesquisas, cálculos e o projeto da aeronave e, nos meses seguintes, constroem o modelo, colocando a teoria em prática. Todas as atividades são registradas e inseridas no relatório do projeto, que deve ser entregue para a banca de juízes da SAE Brasil AeroDesign.

Para que isso tudo aconteça, os integrantes são organizados pelo capitão da equipe e orientados pelo Prof.º Joseph Saab. Apesar da orientação que recebem todos os sábados na reunião semanal, o professor não pode oferecer nenhuma solução de Engenharia, apenas solucionar dúvidas teóricas. Isso acontece por respeito ao regulamento da competição que não aceita a participação de especialistas, deixando o controle do projeto apenas nas mãos dos alunos participantes.

Por esse motivo, quem participa da equipe de AeroDesign da Mauá tem que estar preparado para encontrar as respostas para os problemas. “A atividade é intensa e requer bastante tempo de quem participa, mas a satisfação de aprender sobre uma área completamente nova para nós e participar ativamente de todas as fases do projeto vale muito a pena”, afirma o atual capitão e aluno da 3.ª série de Engenharia da Mauá, Luiz Tibério.

Equipe AeroDesign Mauá

Obelix, Asterix e Ideiafix

Para a competição, a equipe AeroDesign Mauá divide-se em três, que recebem nomes interessantes, homenageando a série de histórias em quadrinhos de Uderzo e Goscinny: “Asterix”, em que os gauleses adquirem uma grande força ao beberem as poções mágicas do Druida, referência às grandes cargas que são carregadas pelas aeronaves.

Obelix e Asterix são as equipes que competem na Classe Regular e a Ideiafix compete na Classe Micro.

A competição

Composta pelas categorias Regular, Aberta e Micro, a competição SAE Brasil AeroDesign oferece a oportunidade aos alunos de todas as Engenharias de criarem diferentes modelos de aeronaves.

De acordo com o site da competição:

De maneira geral, a Categoria Regular possui mais restrições, enquanto as categorias Aberta e Micro dão mais liberdade de projeto às equipes. As avaliações e classificação das equipes são realizadas em duas etapas: Competição de Projeto e Competição de Voo, nas quais os projetos são avaliados comparativamente por engenheiros da indústria aeronáutica, com base na concepção e desempenho das aeronaves.

A comissão avaliadora da SAE Brasil AeroDesign é formada por engenheiros da EMBRAER (Empresa Brasileira de Aeronáutica) voluntários, ou seja, todos estão lá pela paixão em aeromodelismo. Segundo o capitão da equipe de AeroDesign da Mauá, Luiz Tibério, a maioria dos juízes participou das equipes de AeroDesign de suas respectivas instituições de ensino e por isso, são entusiastas pelos projetos dos alunos.

Durante a competição, as equipes conseguem esclarecer dúvidas e ouvir conselhos dos engenheiros participantes, o que contribui para a formação do aluno e para o projeto do ano seguinte.

Como participar?

Caso você seja um apaixonado pelo mundo da aviação e tenha interesse em fazer parte da atividade AeroDesign Mauá, entre em contato com os participantes, que cumprem carga horária de trabalho todos os dias, no período da tarde, na sala C-02.

Há também um e-mail de contato direto com o orientador do projeto, Prof.º Joseph Saab: aerodesign@maua.br

2 comentários para “AeroDesign da Mauá: para apaixonados”

Quer exibir sua foto? É fácil, basta cadastrar no site Gravatar o e-mail utilizado para fazer os comentários.
gabriel willian vieira gimenes

28 de março de 2014 ás 0:56

ola boa noite sou o gabriel e sou apaixonado por aviacao e ja voei na EJ a maior escola de aeronaltica da america latica e queria fazer parte do aerodesingn obrigado.

    1 de abril de 2014 ás 9:42

    Olá Gabriel! Agradecemos muito o seu interesse, mas a atividade de AeroDesign faz parte da graduação em Engenharia pelo Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia, ou seja, somente alunos da Mauá podem participar. Caso você tenha interesse em fazer Engenharia com a gente, confira o site http://www.maua.br e acompanhe o calendário de vestibular! Se você tiver interesse, também, pode vir visitar a gente e conhecer de perto nossa infraestrutura, além de conversar com professores do curso. 😉

Deixe um comentário