Assim como os alunos, os professores da Mauá também buscam renovação e novas experiências por meio de intercâmbios internacionais.

A coordenadora do curso de Design da Mauá, Prof.ª Claudia Facca, foi contemplada com a Bolsa Professores Ibero-Americanas Santander Universidades e, de 30 de setembro a 18 de outubro deste ano esteve em Portugal participando e vivenciando os cursos de graduação e pós-graduação, oferecidos pela Universidade do Porto.

Ela contou todos os detalhes para nós, olha só:

Blog da Mauá – Por qual motivo você escolheu ir até Portugal?

Claudia Facca – A bolsa que recebi dizia respeito aos países ibero-americanos. Na Europa, poderia escolher Portugal ou Espanha. Escolhi Portugal pela facilidade que tive em contatar profissionais da área de Design, pelas indicações que tive de professores do Brasil que já conheciam os professores de lá e pelo perfil da Universidade do Porto que é muito parecido com o perfil da Mauá (possui cursos de Design – graduação e mestrado – integrados à Faculdade de Engenharia).

Blog da Mauá – Qual foi o objetivo do intercâmbio?

Claudia Facca – O objetivo da visita foi conhecer os currículos dos cursos de Design (graduação e pós-graduação), vivenciar algumas aulas, participar de projetos que estavam sendo desenvolvidos, conhecer os laboratórios de inovação, fazer contatos para futuras parcerias, desenvolver atividades de projeto integradas entre as instituições, entre outras.

Blog da Mauá – Como foram as experiências em relação às expectativas, aprendizados e novos horizontes?

Claudia Facca – A experiência foi única! Nunca havia feito uma viagem com essa abordagem acadêmica. Fui muito bem recebida, conheci vários professores de Design e de Engenharia e vários profissionais da área de Design de Portugal; assisti às aulas de graduação (na Faculdade de Belas Artes) e mestrado em Design (na Faculdade de Engenharia); dei algumas aulas no curso de mestrado em Design, referentes a “Análise da tarefa no desenvolvimento de projetos”; participei como avaliadora de uma banca de mestrado e participei da abertura do programa de Doutorado em Design (também na Faculdade de Belas Artes). Enfim, vivenciei o dia a dia dos cursos, acompanhando tudo o que estava acontecendo naquele período. Pude ver algumas diferenças culturais e sociais, o que foi muito rico, tanto quanto aos aspectos da cidade e das pessoas, como aos aspectos acadêmicos. Foi realmente muito bom!

Blog da Mauá – Encontrou alguma dificuldade?

Claudia Facca – Não tive muitas dificuldades. Fui muito bem recebida e os portugueses foram muito gentis e receptivos comigo. E a facilidade da língua portuguesa também ajudou muito! Além do que a cidade é muito agradável, com excelente estrutura de transporte, muitos pontos culturais e turísticos para visitação, ótima comida e muito linda!

Blog da Mauá – Quais foram os principais aprendizados que você adquiriu e trouxe para a Mauá?

Claudia Facca – O maior aprendizado que tiro é que experiências internacionais são muito ricas, fazem a gente conhecer outros pontos de vistas, outras experiências, outros universos, outras variáveis, aumentam nosso repertório, fazem a gente pensar e repensar nossos valores. O que pude perceber também é que, comparativamente com a Universidade do Porto, guardadas as proporções de tamanho, a Mauá tem um nível excelente, uma estrutura de campus impecável, com excelentes laboratórios e a qualidade dos nossos cursos não deixa nada a desejar. A principal diferença que vi foi que o curso de graduação em design de lá, por ser de 3 anos, é menos específico que o nosso e acaba deixando a cargo da pós-graduação essa “especialização”; praticamente o curso de mestrado deles equivale ao nosso TCC. E a grande qualidade que vi foi que eles possuem uma estrutura de laboratórios impressionante, de grande porte, com praticamente todos os processos de produção.

Blog da Mauá – De que maneira esse intercâmbio influenciou na profissional que você é hoje?

Claudia Facca – Essa experiência internacional me deu a oportunidade de conhecer uma universidade fora do Brasil e fez com que eu tivesse novas referências e parâmetros e pudesse reavaliar nosso curso, tentando melhorar e aprimorar nossos pontos fracos e valorizar os pontos fortes. E o mais importante pra mim foi constatar que o Design está integrado à Engenharia, em vários âmbitos, assim como estamos fazendo na Mauá.

Nenhum comentário para “Coordenadora do curso de Design da Mauá faz intercâmbio em Portugal”

Quer exibir sua foto? É fácil, basta cadastrar no site Gravatar o e-mail utilizado para fazer os comentários.

Deixe um comentário