30
jul

Design Mauá


Se você é uma pessoa criativa e gosta de imaginar e criar soluções para produtos, que tal conhecer o curso de Design da Mauá?

O Designer é um profissional com personalidade criativa, preparado para resolver problemas e gerar soluções inovadoras, estéticas e funcionais para produção de bens de consumo e projetos ligados ao cotidiano das pessoas.

Reconhecido pelo MEC com conceito máximo 5, o curso de Design da Mauá tem o objetivo de preparar profissionais com uma formação tecnológica e de gestão, associada a habilidades para o desenvolvimento de produtos que atendam a requisitos de qualidade, funcionalidade, estética, ergonomia, durabilidade e disposição pós-uso.

Diferente dos demais cursos de Design, o curso da Mauá tem o foco em desenvolvimento de produtos com uma sólida abordagem tecnológica. Saber desenhar não é um pré-requisito para ingressar, pois o curso oferece aos alunos uma formação completa para a criação de uma ampla gama de produtos, como veículos e acessórios, equipamentos urbanos, eletrodomésticos, utensílios, equipamentos médicos, móveis, embalagens, joias, brinquedos etc.. Sendo assim, o mercado de trabalho para os Designers está sempre em evidência, pois, de forma geral, para concepção ou fabricação de um produto, é essencial a atuação de um Designer.

Informações:
Duração do curso:
4 anos
Local: Campus de São Caetano do Sul – Período noturno
Coordenadora: Prof.ª  Claudia Facca

Quer saber mais?
Assista ao depoimento da Prof.ª Claudia Facca, coordenadora do curso de Design, e conheça os diferenciais, as disciplinas e o mercado de trabalho. 🙂

 

O TEDxMauá está de volta, ainda mais interessante e inovador. Uma oportunidade para conhecer, compartilhar e aplicar ideias inovadoras.

Devido ao sucesso da 1.ª edição do TEDxMauá, realizada em 2012, o evento em que as ideias merecem ser espalhadas, volta à Mauá em agosto com o tema: “Ações para um mundo melhor”.

Profissionais de diversas áreas dividirão com o público, em 4 blocos de palestras de 18 minutos, ideias e experiências que merecem ser compartilhadas. E não pensem que 18 minutos é pouco tempo, pois após as palestras, o público fica com a tarefa de continuar espalhando as ideias, inspirados pelos projetos que já estão fazendo a diferença, e analisando novas perspectivas à procura desse mundo que queremos construir a cada dia.

As inscrições para o TEDxMauá 2013 já estão abertas!

Confira a programação e não perca! http://www.tedxmaua.com.br/TEDx2013/pt-br/

Data: 10 de agosto, das 9h às 17h, no auditório H 201
Local: Instituto Mauá de Tecnologia, campus de São Caetano do Sul
Entrada gratuita.

Acesse aqui para conhecer o sucesso da edição 2012 do TEDxMauá! 🙂


Normalmente, as empresas que estão recrutando procuram candidatos com o maior número de diferenciais para preencherem suas vagas. Dentre todas as dicas que citamos no post “Como se preparar para uma entrevista”, dominar uma língua estrangeira e provar isso na entrevista presencial pode tornar-se o maior diferencial de um candidato que não possua experiências anteriores em seu currículo.

Saber expressar-se bem em outro idioma ou conseguir dizer algo, mesmo sem saber todas as palavras ou sinônimos de uma frase, é uma característica que os recrutadores chamam de competência estratégica, pois mostra que o candidato possui flexibilidade ao lidar com diversos tipos de situações. Para ajudar a evitar os temidos “brancos” na hora de uma entrevista em outro idioma, separamos algumas dicas importantes:

– se em português uma entrevista já gera muita ansiedade no candidato, em outro idioma isso pode ser maior. Por isso é importante estar seguro, pois a entrevista deve servir para demonstrar conhecimento no idioma e não para impressionar;

– deixar claro o nível do idioma no momento da candidatura à vaga. Não adianta colocar no currículo que você é fluente e na entrevista apresentar um nível inferior;

– estar preparado para responder perguntas profissionais e pessoais. Pesquisar e praticar respostas a algumas perguntas que normalmente são feitas em entrevistas e formar textos no outro idioma, com termos e expressões que normalmente são usados na área;

– no começo da entrevista, não tentar justificar para o entrevistador que fala mais ou menos a língua ou está sem prática, afinal será ele quem fará a avaliação;

– estar atento à pronúncia e as formas gramaticais utilizadas;

– evitar responder as perguntas somente com “sim” ou “não”. O melhor é tentar justificar as respostas com base nos estudos e treinos feitos antes da entrevista;

– estar preparado para um teste de gramática. Além da entrevista, o processo seletivo poderá incluir um teste escrito para comprovar o nível de leitura e escrita;

– se não entender alguma pergunta, o melhor é pedir para o entrevistador repetir, (na língua em que estiver sendo feita a entrevista, é claro) e, em caso de “brancos”, tentar responder a pergunta de outra forma.

Boa sorte nos processos seletivos! 😉