Robôs realistas ou assustadores?

Pela dificuldade que as pessoas têm em interagir de forma natural com robôs, pesquisadores querem deixá-los cada vez mais semelhantes aos humanos.

Por meio da “Robótica Cognitiva do Desenvolvimento”, que visa compreender o desenvolvimento da inteligência humana com o uso da robótica, professores da Universidade de Osaka, no Japão, criaram o Affetto. Trata-se de uma cabeça robótica, construída nos moldes de um crânio infantil, que possui um sistema eletrônico e mecânico que responde aos sensores implantados em sua pele de silicone.

Capaz de reproduzir expressões faciais de um bebê de forma bastante realista, o Affetto foi modelado para simular uma criança de  1 a 2 anos de idade e será usado para estudar como os bebês desenvolvem as habilidades sociais por meio da interação com quem está cuidando deles.

No vídeo pode-se ver alguns de seus movimentos

Essa é uma demonstração do avanço da Robótica. O que antes era possível ver somente em filmes, está cada vez mais perto de se tornar realidade.

Será que no futuro confundiremos humanos com robôs?

Fontes: http://www.popsci.com, http://www.getrobo.com/getrobo/

One Reply to “Robôs realistas ou assustadores?”

  1. Seja como for, quando os robos forem de uso domestico comum, quero que eles se pareçam com robos ora… humanos nós já temos muitos por aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.