Eureka 2010

Quem possui automóvel, com certeza deve ter ido a um lava-rápido e visto o volume de água, muitas vezes com resíduos químicos, escorrendo pelo ralo. O que muitos não imaginam é que o enorme volume de água empregado, muitas vezes, vai diretamente para os rios, sem o devido tratamento, contaminando a água e o leito dos rios. Ao analisar essa questão, um grupo de formandos do curso de Engenharia Química do Instituto Mauá de Tecnologia, criou um sistema compacto de tratamento de efluentes, que possibilita a reutilização da água usada em estabelecimentos de lavagem de carros.

Processo

Apesar da existência de produtos similares no mercado, o equipamento desenvolvido pelos alunos é inovador e ecológico, pois utiliza um sistema de eletrocoagulação, que consiste na inserção de eletrodos metálicos nos efluentes a serem tratados – produtos líquidos ou gasosos, gerados por indústrias ou esgotos domésticos urbanos, lançados no meio ambiente – e por meio da passagem de corrente elétrica, ocorrem reações eletrolíticas que liberam coagulantes, aglutinando os poluentes, removidos depois por processos físicos. Ao final do processo, a água tratada é armazenada em uma espécie de caixa d’água para a utilização em novas lavagens.

Outro diferencial do sistema em relação às tecnologias já conhecidas na área é a sua mobilidade, pois, por ser um sistema de tratamento compacto e móvel, não necessita de grandes áreas, o que viabiliza o investimento nas empresas lavadoras de automóveis.

Sustentabilidade

Além de ser o trabalho de graduação do grupo, o projeto também é uma parceria entre uma empresa de consultoria ambiental e a Mauá Jr., empresa júnior da instituição.  Segundo os estudantes, o principal objetivo com o projeto vai muito além de simplesmente adequar as empresas lavadoras de automóveis no descarte de seus efluentes nas redes coletoras, pois diminui o impacto ambiental, incentiva práticas de uso racional e evita o desperdício de milhões de litros de água.

Num futuro próximo, o grupo pretende levar a ideia adiante e projetar um equipamento para executar o processo e, assim, oferecer uma solução completa para o tratamento de efluentes provenientes não só da lavagem de automóveis, mas de outras fontes.

O projeto sobre aplicação de eletrocoagulação para reuso de água residuária provenientes da lavagem de automóveis foi desenvolvido como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) dos estudantes Beatriz Tedim Terra, Desirée Cristine Ramos, Rodrigo Luis Magnaboschi e Victor Ariel de Carvalho e será exposto durante a EUREKA 2010, mostra anual dos TCCs dos alunos da Mauá, que acontece de 15 a 17 de outubro no campus de São Caetano do Sul. O evento é aberto ao público em geral.

1 comentário para “Eureka 2010: equipamento que reutiliza
água de lavagem de automóveis”

Quer exibir sua foto? É fácil, basta cadastrar no site Gravatar o e-mail utilizado para fazer os comentários.

Pingbacks & Trackbacks

Deixe um comentário