Palestra FIAT - EcoMauá

“O Engenheiro trabalha com problemas, ele os compreende e encontra soluções. Sempre.”, definiu Henrique Galante em palestra realizada na tarde do dia 18, no auditório da biblioteca da Mauá em São Caetano do Sul . Ele explicava o processo de produção de uma das maiores montadoras automobilísticas do mundo: a Fiat.

Henrique trabalha na montadora na área de Engenharia do Produto, no setor de Inovação. Sua palestra na Mauá deu-se por dois motivos: compartilhar sua experiência e visão com os alunos e professores do Instituto e conhecer a equipe do EcoMauá, premiada com um Fiat Doblò pela montadora por conta de sua 2ª colocação na Maratona de Eficiência Energética do ano passado.

A chave havia sido entregue minutos antes para o Reitor Dr. Otávio Silvares. Exposto no hall da biblioteca, o veículo é agora um valioso recurso do Instituto. O veículo será utilizado para fins acadêmicos dentro do campus SCS.

Após a entrega, hora da palestra.

Palestra FIAT - EcoMauá

Galante começou contando sobre sua participação na Eco-marathon em 2002 com o Projeto Sabiá 4, da UEMG, que recebeu Premiação honrosa em Design. “O se é uma palavra muito perigosa – se eu tivesse feito isso ou aquilo. É importante abraçar as oportunidades, meter a cara”, explicou. Foi com esse espírito que ele demonstrou como o trabalho duro de um engenheiro rende frutos.

“Isso tudo foi transpiração”, disse apontando para um slide com vários sketches de modelos automotivos, “para chegar no resultado final o caminho foi árduo”. O palestrante estava falando sobre o protótipo Fiat FCC II, exposto no Salão do Automóvel deste ano em São Paulo .

Mostrando como sua equipe criou um carro que utiliza conceitos inovadores como motor elétrico, Henrique ressaltou a importância de uma equipe focada na hora de realizar um projeto. “O carro é a conclusão de um trabalho de equipe”, afirmou.

A importância desse tipo de palestra, tanto para o Instituto como para a montadora, foi ressaltada em conversa de Galante com alunos após o término da apresentação. “Nós [da Fiat] queremos pessoas criativas e que trabalhem duro para uma idéia dar certo. Quem já participou da Maratona de Eficiência Energética sabe do que estou falando”, explicou.

Pois é, seja na Eureka, seja em uma competição automotiva ou nas próprias aulas, criatividade e trabalho duro estão sempre presentes. Esse é o espírito do aluno de engenharia da Mauá.

Nenhum comentário para “O motor de todo engenheiro”

Quer exibir sua foto? É fácil, basta cadastrar no site Gravatar o e-mail utilizado para fazer os comentários.

Deixe um comentário