Projeto Arredores Consultoria

Melhorar a comunidade ao redor do campus. Essa era a missão dos alunos de administração que participaram do Projeto Arredores Consultoria. Durante todo o ano, eles trabalharam ao lado de empresários da região do campus São Paulo para oferecerem um plano de melhorias para seus negócios. Há duas semanas, eles apresentaram seus projetos, que estão prontos para serem aplicados no mundo real.

O aluno do terceiro ano de Administração da Mauá Rafael Mora, que durante o Projeto desenvolveu um plano de melhorias para uma revendedora de materiais gráficos, comenta sua experiência: “Foi importante porque pude vivenciar o dia-a-dia de uma empresa e como ela está posicionada no mercado, analisando por todos os ângulos o que era necessário para melhorar o negócio”.

Ver um trabalho de um ano inteiro ganhar elogios é uma das coisas que fazem a vida acadêmica valer a pena. E o Projeto Arredores entregou treze trabalhos, que foram muito bem recebidos pelos empresários, gerando reconhecimento aos alunos.

Entre os trabalhos entregues destacaram-se um plano de melhorias para um pet shop que envolvia uma gestão própria de estoque, um projeto de reutilização do espaço de um restaurante e medidas práticas para melhorar o atendimento numa padaria. Todos os trabalhos tinham como foco melhorar o negócio sob um ponto de vista sustentável, aproveitando o máximo do potencial do empresário.

“Foi como contratar uma empresa de consultoria de verdade. O resultado me surpreendeu”, atesta Renato Mendes, da corretora de segudos Coplana, uma das empresas que participaram do projeto.

O fim, entretanto, ainda não chegou. Alguns alunos continuam trabalhando junto aos empresários para transformar a comunidade, utilizando o que têm de melhor: o conhecimento.

Afinal, sempre há algo para melhorar. Transformar é um processo contínuo.

Nenhum comentário para “Projeto Arredores Consultoria: conhecimento à serviço da comunidade”

Quer exibir sua foto? É fácil, basta cadastrar no site Gravatar o e-mail utilizado para fazer os comentários.

Deixe um comentário







«