Você é criativo, curioso, inventivo, inovador, gosta de desenhar e de tecnologia? Então leia atentamente a esta #dicadeMestre sobre o curso de Design, pois você tem vocação para a profissão! ;)

O curso de Design da Mauá foi lançado em 2007, é reconhecido pelo MEC com o conceito máximo (5), recebeu 4 estrelas pela classificação do Guia do Estudante e  é oferecido no Campus de São Caetano do Sul. Esse curso tem como objetivo preparar profissionais com sólida formação tecnológica e de gestão, associada a habilidades para o desenvolvimento de produtos que atendam a requisitos de qualidade quanto à funcionalidade, à estética, à ergonomia, à durabilidade e à disposição pós-uso. Fundamenta-se num tripé formado pelas áreas de humanidades (história da arte e das tecnologias, sociologia, economia, administração e psicologia), de tecnologia (projeto, materiais, processos de fabricação e avaliação da qualidade) e de criação artística.

O Designer é um profissional com personalidade criativa, treinado para resolver problemas e gerar soluções estéticas e funcionais para produtos a serem manufaturados de maneira coerente com os processos de fabricação existentes, levando em consideração a legislação vigente. Utiliza pesquisas de mercado e desenvolve o projeto considerando a expectativa do público-alvo,  atendendo aos requisitos de forma, ergonomia, funcionalidade e baixo impacto ambiental.

De forma geral, onde houver um produto sendo feito, ou concebido, lá poderá ser relevante a atuação de um designer. Desde as produtoras de utilidades domésticas, até as montadoras de veículos automotores, todas as empresas possuem um setor de Design, terceirizado ou implantado no organograma funcional delas.
Algumas vezes, o nome do departamento pode ser Departamento de Estilo, Design ou Engenharia de Produto, mas em qualquer desses casos a atividade de Design estará presente.

Muitos projetos de alunos do curso de Design da Mauá foram premiados e reconhecidos pelo mercado! :D

Duração do curso: 4 anos.

Horário: período noturno, das 19h às 22h30.

A Prof.ª Cláudia Facca, coordenadora do curso de Design da Mauá, traz dicas bem legais para quem deseja seguir carreira. Confira mais informações sobre o curso, mercado de trabalho e diferenciais da Mauá!

Para mais informações, acesse a página do curso de Design no site da Mauá.

Fique por dentro das novidades da área e do curso de Design da Mauá! Clique aqui, CURTA e faça parte do nosso Facebook!

#dicasdeMestres #Design #criatividadeeinovacao

A #dicadeMestre de hoje é dedicada aos futuros Administradores! :)

O profissional de Administração gosta de trabalhar em equipe, de se comunicar e de se expressar. É organizado, gosta de estar em constante aprimoramento e possui capacidade analítica e visão crítica. Num amplo mercado de trabalho, pode atuar em várias áreas como: Financeira, Recursos Humanos, Marketing, Comércio Exterior, Gestão Administrativa, entre outras. Pode, também, ser consultor em empresas privadas, órgãos públicos ou governamentais.

No curso de Administração da Mauá, focado em Empreendedorismo, o aluno aprende a identificar oportunidades e a alcançar resultados, com base na metodologia PBL – Problem Based Learning. O Administrador Mauá é um profissional preparado para atuar, sempre como líder, nos mais diversos mercados de trabalho: em instituições financeiras, em empresas de serviços, de consultoria, no comércio varejista ou atacadista e em indústrias em geral, como nos segmentos Automobilístico, Eletroeletrônico e Alimentício, entre outros. Os alunos desenvolvem, ao longo do curso, capacitação e treinamento para a tomada de decisões e para a resolução de problemas de gestão empresarial. Esse programa, pela qualidade do ensino e pela proposta profissional do curso, diferencia o Administrador Mauá que, já ao término da Graduação,   está preparado para o mercado de trabalho.

Duração do curso: 4 anos.

Período: diurno (das 7h40 às 13h) até o 4.º semestre; demais semestres, no período noturno (7h40 às 11h10).

Campus: São Caetano do Sul.

Quer saber mais? Então confira a #dicadeMestre do Prof. Ricardo Balistiero, coordenador do curso de Administração da Mauá, que fala sobre o curso, diferenciais, disciplinas e mercado de trabalho!

Acesse a página do curso de Administração no site da Mauá e confira mais detalhes. ;)

Acompanhe as novidades do curso e as notícias sobre o ramo no Brasil e no mundo! Curta o Facebook do curso de Administração Mauá.

#dicasdeMestres #AdministracaoMaua #essecursoeaminhacara

A #dicadeMestre de hoje vai para os estudantes que gostam de Física, Matemática e Química, gostam de conhecer coisas novas e são pessoas proativas, curiosas e estudiosas. Se você se identifica com esse perfil, pode ser um excelente Engenheiro Químico!

O profissional de Engenharia Química é “irmão” do Engenheiro Mecânico e “primo” do Químico. A formação do Engenheiro Químico é voltada para sua atuação em processos industriais em que a química está presente. Profissional  preparado para resolver problemas relacionados não só com o produto químico, como também com o processo. A diferença entre as formações reside nos conhecimentos específicos da área de Engenharia transmitidos aos Engenheiros Químicos: fenômenos de transporte, estequiometria industrial, operações unitárias, modelagem e simulação de processos, projeto de instalações industriais. São bastante versáteis e capazes de lidar com problemas técnicos diversos, relacionados com as transformações de materiais e energia, como: projeto, operação, controle e administração de processos de fabricação, visando à otimização da produtividade, da qualidade do produto, da segurança operacional e da disposição de efluentes industriais; assistência técnica ao consumidor; controle e garantia de qualidade; pesquisa e desenvolvimento de produtos e de suas aplicações técnicas; processos de fabricação e de aproveitamento de resíduos industriais, vendas técnicas e marketing industrial.

Ramos da indústria em que pode atuar: petroquímica, polímeros, química fina, polpa de celulose e papel, tintas, vernizes, explosivos, alimentos, farmacêutica, tratamento de água ou efluentes, cerâmica, cimento, vidro, galvanoplastia. O piso salarial de um engenheiro é de 8,5 salários mínimos vigentes (Lei nº 4.950-A/66) e não há limite para o topo de carreira, pois isso, vai depender da área de atuação e do desenvolvimento profissional de cada engenheiro. Mercado crescente, principalmente devido às indústrias petroquímicas e à área ambiental (tratamento do ar e da água).

Duração do curso: 5 anos para o período diurno; 6 anos para o noturno.

Campus: São Caetano do Sul.

Assista ao vídeo com a #dicadeMestre do Prof. Edison Tríboli, que conta sobre o curso, as disciplinas, o mercado de trabalho e os diferenciais da Mauá!

Conheça mais sobre esse curso:  acesse a página de Engenharia Química do site da Mauá!

Bons estudos e sucesso!

#dicasdeMestres #EngenhariaQuimica #essecursoeaminhacara

Se você é um estudante que gosta de criar sistemas de gestão, prefere resolver os problemas  em vez  de delegá-los, possui capacidade de realizar diagnósticos, gosta de lidar com pessoas e tem curiosidade sobre como os mecanismos funcionam e como as coisas acontecem, atenção: o seu perfil é de um Engenheiro de Produção! Sabe por quê?

A Engenharia de Produção é responsável por estruturar os recursos humanos, financeiros e materiais de uma empresa, com o objetivo principal de aumentar a eficiência e eficácia dos processos produtivos. Definida pelo MEC como uma habilitação específica, sua origem pode estar nas diversas áreas de Engenharia: Mecânica, Elétrica, Química, Civil, entre outras.

A área de conhecimento da Engenharia de Produção envolve uma boa parte da Ciência da Administração, mas o foco é a gestão do sistema de produção das empresas. A Ciência da Administração, por sua vez, tem como foco a gestão dos processos administrativos, organizacionais e do negócio da empresa. Para gerir corretamente o Sistema de Produção, o engenheiro deve possuir uma boa base de conhecimentos técnicos sobre o produto, um bom conhecimento dos objetivos estratégicos da empresa para ser capaz de desenvolver  os produtos em larga escala, com a qualidade necessária, por um preço adequado, respeitando o meio ambiente, garantindo a segurança dos operadores etc.

O Engenheiro de Produção é um dos profissionais mais requisitados no mercado de trabalho, capaz de atuar em todos os segmentos das empresas. Pode chegar a posições altas, como  as de gerentes, diretores e presidentes. Muitos alunos formados são preparados para assumirem cargos no exterior. É considerado um profissional de interface, pois compatibiliza as decisões administrativas com as decisões técnicas. Ele deve ter, portanto, uma forte formação técnica e gerencial para lidar com os diversos problemas da empresa.

O curso de Eng. de Produção oferece um software que nenhuma outra instituição de ensino oferece e é utilizado pelo mercado somente por empresas renomadas como EMBRAER. O currículo desse curso na Mauá é semelhante ao da Engenharia Mecânica até a 2.ª série. A partir da 3ª série passa a se diferenciar, devido à presença de disciplinas focadas nos sistemas e processos de produção como: planejamento e controle de produção, controle de qualidade, projeto de produto e da fábrica e pesquisa operacional.

Pode-se dizer que a Engenharia de Produção é a atividade pela qual os recursos são utilizados de forma controlada e otimizada para transformar matérias-primas em produtos (bens de consumo ou de capital).

Assista agora ao vídeo com a #dicadeMestre do Prof. Antonio Cabral e confira mais informações sobre esse curso que obteve 4 estrelas na classificação do Guia do Estudante, seus diferenciais, disciplinas e mercado de trabalho!

Quer saber mais? Acesse a página do curso de Engenharia de Produção no site da Mauá!

E não se esqueça: as portas da Mauá estão abertas para você conhecer nossa infraestrutura e conversar com os nossos professores. Agende aqui a sua visita!

#dicasdeMestres #EngenhariadeProducao #essecursoeaminhacara